Dica: A vitamina da força.

A maioria dos atletas tem níveis baixos desta vitamina. E apenas um tipo desta vitmaina manterá os teus ganhos de força.Aqui está a ciência.

17.270

Os dias curtos dias de inverno podem afetar-te mais do que pensas. A falta de luz solar na pele nos meses frios, pode limitar os teus ganhos de força no ginásio.

O estudo

Numa revisão sistemática de Chiang et. Foram analisados ​​seis estudos1 envolvendo sujeitos atléticos com idade entre 18 e 45 anos. Os estudos usaram doses variáveis ​​de D2 e ​​D3 (ambos os precursores da vitamina D no corpo) e testaram a força usando vários métodos.

Os Resultados

Dois dos estudos complementados com D2, que não mostraram diferenças significativas na força entre o grupo de controlo e o experimental.

Nos quatro estudos que examinaram a suplementação de D3, dois deles apresentaram aumentos significativos de força e dois não mostraram diferença de força. No entanto, os dois estudos D3 que não mostraram diferenças estatisticamente significativas entre o grupo de controlo e o grupo experimental aumentaram a força.

O que isso significa para ti.

Como já dissemos num outro artigo publicado aqui, o estudo observou que até 80% dos atletas podem ser deficientes em vitamina D, o suplemento – especialmente durante o inverno, quando a exposição solar é baixa – é crucial.

Os dois tipos de vitamina D não são tratados de forma igual pelo corpo. D2 não aumentará os níveis de 25(OH)D – vitamina D no corpo – enquanto D3 irá. Os pesquisadores recomendam 2.000 UI de D3 diariamente por 8-12 semanas para aumentar os níveis no corpo.

Até à data os pesquisadores não concordam com os níveis ideais de vitamina D no corpo bem como o Instituto de Medicina e a Sociedade Endócrina. Parece que níveis próximos de 50ng/ml de 25(OH) D são melhores para a população atlética e para força, e os valores médios dos estudos tinham um valor de 23,59 ng / ml.

Com a alta prevalência de níveis sub-ótimos de vitamina D, a suplementação é provavelmente benéfica, se não for necessária, na maioria da população, tanto atlética como não atlética. Se quiseres ter a certeza, um exame de sangue simples permitirá que vejas os teus níveis séricos e permita monitorá-los ao longo do ano.

1.
Chiang C, Ismaeel A, Griffis R, Weems S. Effects of Vitamin D Supplementation on Muscle Strength in Athletes: A Systematic Review. J Strength Cond Res. 2017;31(2):566-574. [PubMed]
1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.