Dica: Top 10 ervas para os fanáticos

Melhora a saúde intestinal, combate o declínio cognitivo, evita doenças e, ah sim, faz com que o teu gosto pela comida seja surpreendente com estas super-ervas.

111

1 Sálvia

O óleo da sálvia parece inibir a quebra de um importante neurotransmissor chamado acetilcolina, que suporta a memória e muitas vezes é reduzido nos que têm a doença de Alzheimer e demência.

Um estudo realizado em 2003 e publiaco no Journal of Clinical Pharmacy and Therapeutics, os pesquisadores viram melhorias significativas na função cerebral após a administração de extrato de sálvia a 42 indivíduos com comprometimento cognitivo leve a moderado ao longo de um período de 4 meses. Uma longa lista de outros estudos mostrou melhorias semelhantes em pessoas saudáveis ​​(jovens e idosos) quando se trata de memória e atenção.

É também uma fonte rica de ácido rosmarínico que fornece proteção adicional contra gorduras oxidantes e danos nos radicais livres. Adiciona-o às carnes e vegetais salteados.

2 Alecrim

Esta erva rica em carnosol é o protetor arterial perfeito. A pesquisa mostra que inibe a formação de HCAs (aminas aromáticas heterocíclicas) ao fritar a carne, melhora a estabilidade oxidativa da manteiga e até encoraja a elevação da regulação da glutationa antioxidante. O ácido rosmarínico, o ingrediente ativo no alecrim, também parece ajudar com congestionamentos nasais e sintomas de alergia, tornando-o o ingrediente perfeito para sopas e chás.

3 Tomilho

O timol, o antioxidante no tomilho, é um potente inibidor de infecção. Foi usado no formato de chá para tratar tudo, desde pé de atletas até infecções fúngicas. O tomilho também é eficaz como estabilizador de óleo de cozinha. Quando combinado com alecrim e alho, faz um bom esfregaço seco para carnes.

4 Orégão (manjerona)

No que diz respeito aos rankings dos antioxidantes, o orégão é uma potência. Tem 42 vezes mais atividade antioxidante do que as maçãs, 30 vezes mais do que as batatas, 12 vezes mais do que as laranjas e 4 vezes mais do que os mirtilos.

O orégão é tão poderoso como um agente antiviral e antibacteriano que é comprovado tão eficaz na morte de E. Coli e estafilococo como a penicilina. Isto torna-o o complemento perfeito para as tuas refeições para proteger-te contra os agentes patogénicos transmitidos por alimentos (e compostos de cozinha carcinogénicos) e é a adição perfeita às tuas sopas e chás para proteger-te contra a tosse, constipação e outras doenças.

5 Manjericão

Se já comes-te molho de pesto então já comes-te manjericão. E embora seja muitas vezes elogiado por suas propriedades anti-inflamatórias e conteúdo de vitamina K, deves adicioná-lo às tuas refeições para proteção extra contra bactérias. Ele pode desarmar diretamente uma longa lista de infecções com os seus vários óleos voláteis.

Não surpreendentemente, a sua alta concentração de polifenóis e flavonóides também significa uma maior resistência ao dano celular, tanto durante como após o consumo.Isso parece válido para todas as partes da planta e todas as suas variedades. Holy Basil é o mais popular, e mais amplamente estudado, para a cura.

6 Menta (hortelã e menta)

Além de ser uma opção eficaz para combater a doença e a infecção, a hortelã fornece uma dose saudável de suporte digestivo e gastrointestinal. Um estudo revelou que mais de 75% dos 57 participantes apresentaram alívio significativo do SII (síndrome do intestino irritável) após 4 semanas a usar óleo de hortelã.

Como? Provavelmente é uma combinação de relaxar os músculos intestinais, estimular a produção de enzimas e matar algumas das más bactérias em crescimento excessivo (fermento, parasitas, fungos, etc.) no intestino delgado. Adiciona um pouco de menta às tuas refeições ou usa-a no formato de chá de hortelã-pimenta.

7 Ginseng

O ginseng é uma erva adaptógena. Um adaptogen é algo que o traz em equilíbrio ou homeostase. Significado, se estas cansado, acordas, e se você estiveres eletrico isto derruba-te, principalmente por causa de uma maior resistência ao stress celular.

O ginseng é comumente comercializado pela sua capacidade de melhorar o desempenho mental e o humor, mas é realmente benéfico na prevenção de comprometimento cognitivo e danos neuronais em primeiro lugar. Num estudo chinês, os participantes com demência leve a moderada viram uma melhora significativa da memória após 12 semanas de suplementação de extrato de ginseng em comparação com o grupo a usar placebo.

Esta proteção extra do cérebro é provavelmente o resultado de reduções no stress, mas as propriedades anti-inflamatórias do ginseng também podem desempenhar um papel. Fora do aprimoramento cognitivo, também está associada a melhorias no açúcar no sangue, impulsionando o sistema imunológico e até mesmo tratando a disfunção sexual.

8 Estragão

A saúde do sono e do intestino são componentes críticos de uma vida longa e saudável. Felizmente, o estragão pode ajudar com ambos, se se acostumas adicioná-lo à tua comida regularmente. O estragão melhora a digestão estimulando a produção de enzimas, relaxando os músculos gastrointestinais e trabalhando em qualquer infecção bacteriana que possa estar presente no intestino. Quanto ao sono, parece ser conduzido pelas propriedades adormecidas pela dor de eugenol. Os franceses usam isso como tratamento de insônia.

9 Cilantro (coentro)

Na revista Phytotherapy Research, o coentro é descrito como “anti-microbiano, antioxidante, antidiabético, ansiolítico, antiepiléptico, antidepressivo, anti-mutagénico, antiinflamatório, anti-dislipidémico, anti-hipertensivo, neuro -protetivo e diurético.

Geralmente referimos as folhas e as sementes desta planta como coentro. Ambos contribuem para a lista de benefícios acima, mas as sementes de coentro (Coriandrum sativum) foram mais estudadas, especialmente quando falamos sobre os efeitos sobre o nível de açúcar no sangue, pressão arterial e níveis de colesterol no sangue.

10 Endro

Se houver uma erva que queiras comer fresca e evitar cozinhar em altas temperaturas (ou reserva para alimentos não cozidos) é o endro. Perde muitos nutrientes quando aquecido e perde muito sabor quando seco. Endro atua como um antibacteriano ou antimicrobiano mais do que um antioxidante. É mais conhecido por seu assentamento do estômago, melhoria da digestão e habilidades de matar bactérias.Portanto, não tenhas medo de adicioná-lo às sopas, saladas, molhos e peixe levemente cozido.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.