Dopamina, Serotonina, e a tua força de vontade,

Para estares no teu melhor precisas de perceber como funciona os componentes neurológicos na performance sobre pressão/stress.

61

Recebe notificações em tempo real diretamente no teu móvel/computador. subscreve agora.

Para estares no teu melhor, precisas entender os componentes neurológicos do desempenho sob pressão.

Resistência mental tem um alto componente neurológico que é parte genética. Há também um aspecto psicológico que vem da experiência e que pode ser melhorado, mas o aspecto neurológico ainda prevalece.

O fator Dopamina

As pessoas que são naturalmente mais sensíveis à dopamina terão mais resistência mental e maior nível de autoconfiança. A dopamina é em grande parte responsável pela competitividade, determinação e autoconfiança.

Portanto, aqueles que são naturalmente mais sensíveis à dopamina serão grandes competidores e terão mais resistência do que outros. Aqueles que não têm essa alta sensibilidade precisarão maximizar os níveis de dopamina tanto quanto possível antes de um treino ou competição. A tirosina e a teanina (assim como a nicotina) funcionam bem nesse sentido.

O fator Saratonina

Outro aspecto importante de uma perspectiva neurológica é a serotonina. A serotonina ajuda o cérebro a lidar com o stress e a ansiedade. Basicamente, a ansiedade é uma ativação excessiva dos teus neurónios.

O teu cérebro está disparando em todos os sentidos. A ansiedade é quando ele dispara rápido demais: sentes que tudo está em modo super rápido, como se não estivesses controlo do teu cérebro ou corpo. A função da serotonina é reduzir esse nível de ativação para um nível gerenciável. Aqueles com níveis muito baixos de serotonina tendem a ser muito mais ansiosos e a colidir sob pressão.

As pessoas em uma dieta severa, especialmente do tipo baixo em hidratos, tenderão a esgotar a sua serotonina, o que as tornará mais propensas à ansiedade e asfixia sob pressão.

Usando um suplemento que aumentará a serotonina e o GABA (o outro neurotransmissor) pode acalmar os neurónios e ajudar essas pessoas. Tomar o suplemento ZMA antes de dormir permitirá aumentar os níveis de serotonina e GABA. Comer hidratos à noite também ajuda.

Treinadores (PT’s) conheçam os vossos atletas e/ou clientes

Quanto a ser um treinador (PT) e ajudar o vosso atleta a ter um melhor desempenho sob pressão, isso dependerá da personalidade do vosso atleta. Usar a abordagem errada pode fazer mais mal do que bem.

O pintas

Se tens um atleta que é naturalmente muito competitivo, confiante e vocal (gosta de falar demais, fala alto e quer ser o centro das atenções), simplesmente precisas de atiçar a chama que eles serão imbatíveis. Estes tipos de atletas são naturais. Respondem bem à motivação vocal.

O confiante e calmo

Se tens um atleta que é naturalmente super habilidoso, explosivo e confiante, mas calmo, realmente não precisas de fazer nada. Eles são os melhores sob pressão e aumentam sempre o seu jogo quando há competição. Eles são “jogadores”.

O baixa estima

Se tens alguém com um nível mais baixo de auto estima que passe a vida a tentar agradar toda a gente no ginásio, eles precisam que os outros pensem eles que são bons para se sentirem bem. Estes atletas colocam muita pressão em si próprios, para eles, não se trata apenas de fazer o melhor possível, mas sim de ganhar o respeito dos outros – é vital para o bem-estar deles.

Eles precisarão de um reforço mais positivo, não de motivação. Se gritares coisas como “vá dar um pontapé no traseiro daquele sujeito” antes de uma luta ou “ele está a bater-te; acorda e mostra quem é que manda” entre as sets isso dará cabo do desempenho deles porque isso os fará sentir sob muita pressão ou faz com que sintam que te decepcionando.

O ansioso

Se tens alguém que é naturalmente muito ansioso, precisa planear tudo, segue sempre a mesmo rotina, a pior coisa que podes fazer é tentar amplificá-los. Eles já estão ansiosos por natureza (baixa serotonina e / ou GABA) e tentar acendê-los só vai acelerar os seus neurônios e ficarão rígidos e mais propensos a perder o controle e engasgar.

Essas pessoas precisam seguir um plano estruturado. Portanto, o trabalho do treinador é prepará-los para todas as eventualidades, para definir uma rotina pré-evento / pré-luta que está definida em papel. Explica exatamente o que vai acontecer; intelectualizar o processo. Quanto mais eles entenderem o que está acontecendo, menos terão que se preocupar com o inesperado. Isso torna-os menos ansiosos e permitirá que eles tenham o melhor desempenho.

Não podes forçar alguém a ter força de vontade. Deves colocá-los na melhor situação possível para eliminar os obstáculos que diminuiriam sua resistência.

Bons treinos.

Recebe notificações em tempo real diretamente no teu móvel/computador. subscreve agora.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.