O açúcar não é viciante.

dish full of white sugar and cubes with syringe in sugar addiction and abuse concept unhealthy nutrition and sweet excess
96

Alguns especialistas em fitness e nutricionistas levaram o termo vício um pouco longe demais. Aqui está um controle de realidade.

Bloggers bem-intencionados publicam artigos sobre isto todos os dias, todos com a mesma mensagem subjacente: o açúcar é viciante.

Para este tipo de pessoas, o açúcar é a baleia branca, ou mais precisamente, a sua baleia granulada, de cana ou mesmo refinada. Se esta multidão tivesse vivido há mais de um século, usavam longas saias e levavam machados para ajudar a Carrie Nation, na sua luta para a maior matança de história, levando barrotes, falinhas mansas e garrafas de licor em sua luta contra o álcool.

A diferença é que o álcool foi e é um verdadeiro vício. O açúcar não.

Não vês “aranhas” quando paras de usar açúcar.

O vício, como explicado pela American Society of Addiction Medicine, é uma “doença primária e crônica da recompensa cerebral, motivação, memória e circuitos relacionados”.

É caracterizada por uma incapacidade de abster-se consistentemente (do objeto do vício); comprometimento do controle comportamental; desejo, reconhecimento diminuído de problemas significativos com o comportamento de alguém e as relações interpessoais; e uma resposta emocional disfuncional.

Ciclos de recaída e remissão são comuns e, sem tratamento, o vício é progressivo e pode levar à incapacidade ou à morte.

É uma desordem tão complexa que é difícil fazer-lhe justiça com apenas alguns parágrafos curtos, mas como uma nutricionista amiga diz.

A cessação súbita de uma droga verdadeiramente viciante causaria muitas vezes uma tempestade de repercussões como a ansiedade, a náusea, os flashes quentes e frios, a diarreia e a insónia, juntamente com um monte de outros efeitos colaterais mais obscuros, mas terríveis, como taquicardia, disforia, mialgia, e por favor, deixe-me-morrer.

As pessoas a que são negadas um leite creme não experimentam estas coisas. Em vez disso, na pior das hipóteses, ficam com um desejo que passa num par de minutos.

A verdade sobre a recompensa neural e os seus caminhos.

As pessoas dizem que comer açúcar acende as vias de recompensa neural, como acontece com as drogas. Claro, mas esses mesmos caminhos também se acendem com o sexo, trabalho ou a jogar playstation.

No entanto, é o ato de fazer as coisas que iluminam os circuitos cerebrais como a strip de Las Vegas – e não a substância em si. Portanto, não podem armar-se em Sherlock Holmes da nutrição e dizer que o açúcar, já que ilumina os mesmos caminhos que as drogas, é viciante.

Se algo (substância) tem qualidades viciantes, isso implica que possui alguma propriedade intrínseca que faz com que as  pessoas mais suscetíveis psicologicamente caiam num estado de “amor”, mas principalmente químico com tal substância. O açúcar não possui tais propriedades intrínsecas.

“Agarrado” aos Donuts

Além disso, não confunda as ânsias comuns com o verdadeiro vício. Se desejas algo doce ou gorduroso, estás apenas a responder ao teu plano genético.

Os seres humanos estão programados para implorar Donuts seus derivados. A comida em geral era difícil de encontrar nas sociedades pré-agrícolas, por isso fomos programados para cobrir as nossas necessidades que eram altas em calorias e facilmente absorvíveis, ou seja, gorduras e açúcares. Mas a nossa programação genética atual não combina com a paisagem. Não precisamos disso, mesmo que os desejos ainda permaneçam.

Então, se és louco por um alimento em particular, ou gostas dele por causa de sua doçura açucarada, não é porque és viciado; É porque ele acende o centro de recompensas em seu cérebro, que sobrou dos teus dias de caverna.

Sim, o açúcar é um grande problema. É um dos principais contribuintes para a obesidade. Pode levar a diabetes e doença cardíaca e hepática, mas se não consegues parar de comer, ou dar-lhe algum poder médico que não possui, bem, isso é contigo.

Fonte.

  1. American Society of Addiction Medicine
  2. Prum, Thalia. “4 Things to Wrap Your Sugar-Addicted Brain Around.” The Pie-Hole Blogger, August 16th, 2017.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.