O efeito surpresa de ficares gordo(a)

Um novo estudo lança novo fatos fascinantes sobre aumento de peso, perda de peso e a comida "deliciosa"

127

Recebe notificações em tempo real diretamente no teu móvel/computador. subscreve agora.

 Comer é bom, Comer em demasia é mau.

No livro The end of overeating, o dr. David Kessler escreve sobre algo a que chama de “alimentos hipercalváveis”.Basicamente, alimentos processados e “projetados/desenhados” para estimular o sistema de recompensa no cérebro.

Estas comidas são uma cuidadosa mistura de açúcar, gordura e sal. Sozinhas, estes ingredientes sozinhos por si só não são tão poderosos, mas combiná-los e o trio açúcar / gordura / sal cria um ciclo de feedback que leva ao hiper-consumo – desencadeia desejos, faz com que comas demais e deixa-te desejoso de mais, mesmo quando já estas empanturrado>.

E agora sabes por que é que os donuts são tão bons: salgados com muita gordura e massa de açúcar, fritos em mais gordura e cobertos com mais açúcar.

Agora, um novo estudo mostra que o resultado final de comer muitos alimentos hiperpalatáveis – ganhar gordura – pode até mudar a forma como os alimentos são saboreados.

O Estudo

Os pesquisadores1 agarraram num monte de ratos e engordaram-os. Estudaram suas pequeninas papilas gustativas. Os ratos obesos, surpreendentemente, tinham 25% MENOS do que ratos magros.

Os pesquisadores concluíram que a inflamação que acompanha o ganho de gordura reduz o número de papilas gustativas na língua. As papilas gustativas humanas morrem e se regeneram rapidamente; a sua expectativa de vida média é de apenas dez dias. Portanto, esse efeito é reversível com perda de peso.Mas se continuares ganhando gordura, vais regenerar menos e menos papilas gustativas.

O que é que isto significa?

Fale com uma pessoa seja obesa e irás obter uma resposta de que ironicamente, não gosta de comida. E agora sabemos o motivo: a comida não tem o mesmo sabor porque essa pessoa tem menos papilas gustativas.

Podemos teorizar que isso é parte da razão pela qual pessoas com excesso de peso alcançam alimentos cada vez mais salgados, gordurosos e açucarados – esses alimentos com hiper sabor que é normal para eles. Uma pessoa magra pode achar um doce de banana e um donut enjoativo, mas uma pessoa obesa não sentiriá a o doce natural num pedaço de fruta e não seria satisfatória.

Para uma pessoa não obesa que desfruta de uma quantidade excessiva de refeições enganosas, isso pode tornar-se uma ladeira escorregadia.Quanto mais gordo conseguires ser, mais doces serão necessários para satisfazer o teu “dente doce” e mais difícil será desfrutares de alimentos saudáveis.Mas à medida que perdes gordura corporal, desenvolverás mais paladar e serás mais sensível aos sabores saudáveis.

O “dente doce” armado

Como um aparte, muitos biólogos evolucionistas acreditam que a gulodice não existe para que desejes doces e cereais infantis, mas para fazer com que aprecies alimentos mais doces, como frutas.

Faz sentido. Se não tivesses um “receptor” para frutas, não as comias e perderias os nutrientes importantes e outras guloseimas. Infelizmente, hoje a gulodice foi sequestrada por açúcares refinados.

Torna a comida saudável deliciosa novamente.

Para mim, esta é mais uma desvantagem das refeições enganosas. Quanto mais tens, menos satisfação obtens de alimentos nutritivos. Não podes perder 25% das tuas papilas gustativas, mas podes reduzi-las um pouco, e depois um pouco mais à medida que ganhas gordura corporal. Os alimentos saudáveis começarão a ter um sabor pior.

A messagem?
Não engordes e não te tornes num viciado das “refeições de batota”

1.
Kaufman A, Choo E, Koh A, Dando R. Inflammation arising from obesity reduces taste bud abundance and inhibits renewal. PLoS Biol. 2018;16(3):e2001959. [PubMed]

Recebe notificações em tempo real diretamente no teu móvel/computador. subscreve agora.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.