Sabes ver os resultados do exame de sangue? Os resultados Importam.

O que precisas de saber sobre os resultados do exame de sangue.

24.389

A maioria dos leitores do Kilocalorias leva uma abordagem pró-ativa na sua própria saúde. Treinam com garra, seguem uma dieta nutritiva e suplementam sabiamente. Como tal, o checkup anual físico do leitor do kilocalorias é tipicamente breve – cerca de trinta segundos de verificações de diagnóstico de rotina, expressados entre alguns comentários nervosos da pessoa com mentalidade semelhante, “Se todos os meus pacientes fossem como tu, eu estaria arruinado.”.

Suponhamos que na próxima vez que algo está diferente. Olhando para o teu exame de sangue, o médico diz com gravidade que tens o colesterol alto e o teu AST está ligeiramente elevado. Entras em pânico?

Se os resultados do exame de sangue te confundem, acredita, não estás sozinho. O objetivo deste artigo é descrever alguns testes importantes que deverias ter feito e onde deverias ser considerado saudável.

Isenção de responsabilidade # 1: Isto não é uma lista de tudo incluído do que te aparece ou não no exame de sangue. Não consigo abordar todos os resultados num só artigo, embora tenha escolhido os resultados que se apliquem aos atletas e desportistas em geral.

Isenção de responsabilidade # 2: Não vou referenciar qualquer tipo de estudo neste artigo. Estes resultados são vastos e variam de laboratório para laboratório. Onde quer que escolhas fazer o exame de sangue, os teus resultados incluirão sempre o mesmo laboratório para que possas ver claramente como estás.

Isenção de responsabilidade # 3: Deixe-me ser claro que cada um desses testes está entrelaçado com outros testes e o significado clínico pode ser realmente complexo. Abranger todos os possíveis níveis altos e baixos de cada um vai bem além do alcance deste artigo e do meu nível de especialização. Isto é só uma ajuda.

Por exemplo, cálcio no teu sangue pode significar:

  • Linfoma
  • Tumor metastático nos ossos
  • Intoxicação com vitamina D
  • Doença de Addison
  • Acromegalia

Ficas-te com a ideia? Vamos lá pormenorizar isto.

Função hepatica

  • AST (ou SGOT) – Aspartato Aminotransferase: isto indica a presença de uma enzima encontrada em concentrações muito altas nas células esqueléticas, cardíacas e hepáticas. Esta enzima em particular aumenta devido a doença ou lesão.
    Para dar-te um exemplo, a hepatite pode fazer com que esta enzima eleve-se até 20 vezes o seu valor normal.
  • ALT (ou SGPT) – Alanina Aminotransferase: uma enzima encontrada principalmente no fígado e aumenta com doenças hepatocelulares. Esta enzima é mais específica para a disfunção hepática do que a AST.
    Ponto importante: o exercício intenso pode causar elevações crónicas em ambos os valores devido a danos musculares. Não e assustes se estiveres um pouco fora do da escalda neste. Além disso, medicamentos de alívio da dor como Paracetamol podem aumentar estas enzimas.
  • Fosfatase alcalina: quando esta enzima está elevada, geralmente indica distúrbios nos ósseos ou hepáticos. As crianças pequenas geralmente têm níveis elevados porque estão a crescer.
  • Bilirrubina: níveis altos neste resultado resultam em icterícia. Se vires alguém no ginásio com pele ou olhos amarelados o fígado dele provavelmente está a dar de si devido a muita “ajuda ergogénica”.

DICA: Para um fígado saudável, sugiro leite, ALA (ou r-ALA) e Liv 52. os resultados deste trio é incrivél em pessoas que estavam com o fígado a “bater as botas” como se costuma dizer.

Função renal

  • BUN (Nitrogénio da Ureia no Sangue): Esta é uma medida de nitrogénio ureico (um produto residual). Se o teu corpo não tiver capacidade para excretar a ureia, ela acumula-se no sangue. As doenças renais têm esse marcador.
    Ponto importante: esta é também uma medida da função hepática, pois o fígado é onde a amónia livre é formada a partir da catabolização de aminoácidos. Além disso, uma dieta rica em proteínas pode elevar este marcador.
  • Creatinina: mede a quantidade de creatinina no sangue. A creatinina é um produto catabólico do fosfato de creatina, que é utilizado na contração do músculo esquelético.
    Ponto importante: isso pode ser elevado por suplementos de creatina, sua massa muscular ou mesmo uma dieta alta em carne. Então, se estiver um pouco alto, não entres em pânico. Mesmo o Ibuprofeno  pode aumentar este marcador.

DICA: Se desejas melhorar este painel, assegure-te de mantereste adequadamente hidratado! Eu sei que é possível “corrigir” esta leitura apenas reduzindo o stress nos rins bebendo mais água. Além disso, certifique-te de incluir muitas frutas e vegetais na tua dieta. Consome pelo menos 1-2 porções de frutas e 3-4 porções de vegetais (no mínimo) diariamente.

Painel lipídico

  • Colesterol total: esta medida deve oferecer pistas sobre a chance de se desenvolver doença cardíaca coronária (DCC). Quanto maior o número, maior o risco, certo? Errado. Este teste, por si só, não prevê muito. De fato, o colesterol total mais baixo está associado a um maior risco de DCC em mulheres e homens mais velhos.Não te preocupes muito com este número, a menos que seja muito alto ou muito baixo. Eu considero que este teste é basicamente inútil, a menos que alguém tenha níveis hormonais muito baixos, o que pode ser devido ao não colesterol suficiente.
  • Triglicerídeos: Este é outro teste usado para identificar potenciais DCC. Os TG são uma forma de gordura na corrente sanguínea. Eles também atuam como fonte de armazenamento de energia. Quando os níveis chegam ao máximo, os TGs podem ser depositados em tecidos gordurosos.
    Ponto importante: eu olharia os triglicéridos de perto. Dietas altas em hidratos tendem a aumentar estes valores. Os excessos de hidratos são convertidos em TG, fazendo com que níveis aumentem no sangue. Se os hidratos são baixos, as gorduras saturadas não têm impacto negativo sobre essa medida. Isto também pode ser elevado pela pancreatite.
  • LDL (lipoproteínas de baixa densidade): Este é outro teste importante para determinar a probabilidade de DCC. A maioria pensa que é, mas não é. É como o nome diz, uma lipoproteína que traz colesterol do fígado para as células do corpo. Em vez de chamá-lo de “mau colesterol”, devemos chamá-lo de “má lipoproteína”. Há evidências de que partículas menores de LDL são mais perigosas do que grandes partículas, e que devemos nos preocupar com o gerenciamento da oxidação de LDL.
    Ponto importante: esta é a fórmula para calcular LDL:
    LDL = colesterol total – HDL – (Triglicerídeos / 5)
  • HDL (lipoproteínas de alta densidade): são as lipoproteínas que transportam o colesterol de volta ao fígado nos tecidos do corpo e no endotélio vascular. Eu concordaria com os especialistas que um número baixo é uma coisa muito má. Esforça-te para manter este número o mais alto possível.

DICA: Se quiseres melhorar este painel, não pares de comer alimentos ricos, mas começa a comer fontes orgânicas de proteína animal. Usa também carnes alimentadas com ervas, produtos lácteos crus quando possível, reduza a ingestão de hidratos e ingere um agente de eliminação de glicose com os teus hidratos mais pesados. Esta é a fórmula exata que eu pessoalmente usei para mudar completamente os meus painéis

Painel de triagem de tiróide

  • TSH (hormona estimulante da tiróide): se a tua hipófise tem que trabalhar arduamente para forçar a tiróide a expulsar a tiroxina, este número será elevado. Isso geralmente significa que a tiróide está em atividade.
  • T4 Livre: primeiro, medindo a T4 livre, estas apenas a medir o que é metabolicamente ativo. Aproximadamente 99% do T4 total está ligado à globulina de ligação à tiroxina, isto te dará uma imagem precisa de quanto T4 ativo está presente.
  • T3 Livre: T4 acabará por ser convertido em sua forma ativa T3 no fígado. Embora a ligação à globulina não seja tão no T3 como é no T4, ocorre, então uma leitura rápida é uma boa maneira de ver o que está realmente ativo.

DICA: Para uma tiróide mais saudável ingere uma boa fonte de selénio como as nozes do Brasil e não exageres na dieta por longos períodos. Usa tirosina e algas marinhas nos planos de refeição se suspeitas de problemas de tireóide.

Função adrenal

  • Cortisol: O exame de sangue não é necessariamente a melhor forma de testar o cortisol, e é necessário que seja feito várias vezes ao longo do dia para fornecer qualquer valor real. (Normalmente, um teste é feito por volta das 8:00 da manhã e novamente às 4:00 da tarde). O nível do teste à  tarde deve ser 1/3 a 2/3 do nível de teste da manhã. Lembre-te de que o cortisol geralmente tem o pico das 6 às 8 da manhã. o meu conselho é obter um teste de saliva – é melhor.
  • DHEA (desidroepiandrosterona): uma avaliação adrenal deve incluir este teste. Além de verificar se há síndromes de virilização, este teste pode fornecer pistas se houver problemas adrenais, como a síndrome de Cushing, carcinomas adrenais, etc. Demasiado stress diminui esta leitura em alguns casos. Além disso, os níveis que são muito baixos podem levar ao menor desejo sexual.

DICA: A melhor dica é descansar o suficiente, aprender a relaxar, divertires-te e parar de se stressar. Eu sei que isto parece simples demais, mas é melhor que qualquer comprimido que possas tomar.

Gestão do Diabetes

  • Glicose no jejum: isto é muito importante. Com dietas altas em hidratos, em particular aquelas carregadas com hidratos refinados, as chances de teres diabetes dispara substancialmente. O teu pâncreas só pode só suporta um tanto, e cada vez que causas um pico na insulina. Pico de insulina pós treino okay; Picos de insulina repetidos ao longo do dia, não tanto.

DICA: A não ser que queiras ter diabetes, não piques repetidamente a insulina com altas refeições em hidratos, principalmente os de fontes refinadas.

Níveis de testosterona e estrogénio

  • Testosterona total: se eu fosse de apostas, eu diria que esse item em particular é o valor de maior importância para os leitores do kilocalorias! Para ser breve, o nível de T baixo é frequentemente associado a sensação de porcaria, não desejo sexual e depressão.
    Para aqueles que não estão familiarizados com esta leitura, é uma medida dos níveis de testosterona que ligam e desligam os níveis no corpo. Ligar a T significa literalmente ligado à SHBG (globulina de ligação à hormona sexual) ou à albumina e está inativo. O resto é livre ou livre de testosterona.
  • Testosterona livre: A t livre não está ligada é ativa flutuando na corrente sanguínea, fazendo coisas mágicas. A maioria dos médicos gostam que esteja numa certa percentagem (não ligada versus ligada). Eu acho que isso estúpido, porque se T é o topo do céu, T livre é o limite para além, embora ainda na percentagem desejada. Isso significa ainda que T está baixa? Dificilmente.
  • Estradiol: Para indivíduos com problemas hormonais como a feminização, é um must-have, especialmente aqueles que gerenciam seus próprios “TRT”.

DICA: Certifica-te de obter gorduras saudáveis ​​suficientes (poliinsaturadas, monoinsaturadas e saturadas) na dieta para otimizar os níveis de T. Além disso, lembre-te que é uma matéria-prima para fazer hormonas, então, se o corpo tiver problemas para produzir o suficiente, precisarás de tomar algum suplemento por meio de nutrição.

Níveis de hormona de crescimento

  • Testes de estimulação de GH: Esta é essencialmente a medida para medir a capacidade do corpo de produzir GH em certas circunstâncias. Você transformado em hipoglicêmico através da insulina para ver como o teu corpo reage.
    Hà quem prefira outro teste de estimulação chamado teste de arginina. Uma imjeção com arginina é administrado para ver se a infusão aumenta os níveis de GH.
  • IGF-1: Também pode ser valioso, porque se os níveis de GH são muito baixos, o fígado não irá produzir tanta IGF-1 como deveria.
    Ponto importante: A hormona de crescimento é libertada quando treinas, dormes, se és hipoglicémicos ou quando consomes apenas uma refeição proteica. Aumenta a síntese de proteínas e a degradação de ácidos gordos no tecido adiposo.

Outras Leituras Importantes

  • Proteína C-reativa específica: sto detecta inflamação. Também poderia ser um marcador para eventos cardiovasculares futuros, embora isto só possa significar que tens uma infecção. De qualquer forma, sabemos que o excesso de inflamação é prejudicial para a saúde a longo prazo, de modo que uma pessoa sábia irá acompanhar bem de perto este marcador.
  • Homocisteína: Este teste mede a homocisteína no sangue. É um aminoácido intermediário formado durante o metabolismo da metionina. Este teste pode dar um alerta precoce para doenças coronárias, cerebrais e vasculares. Também parece promover a progressão da aterosclerose, o que pode acontecer mesmo com HDL e LDL normais.
    Ponto importante: muitas vezes os níveis elevados de homocisteína são causados ​​por deficiência de B6, B12 ou folato.
  • Cálcio: Este teste é usado para avaliar a função do metabolismo do cálcio. O cálcio é necessário para a contração muscular, função cardíaca, coagulação sanguínea e transmissão neural.
    Ponto importante: se comeres uma dieta desequilibrada em alimentos ácidos e alcalinos, o pH do teu sangue pode tornar-se muito ácido. Como resposta, os minerais alcalinos, cálcio e fósforo, são acompanhados pelos ossos como um mecanismo homeostático. Quando isso ocorre, os níveis de cálcio podem ficar fora do alcance rapidamente.
  • Vitamina D: Os médicos costumavam ser irracionalmente preocupados em absorver muita vitamina D. A verdade é que a maioria de nós em climas não tropicais tem este marcador muito baixo desta medida importante.
    Eu uso a leitura deste marcador mais como um marcador de saúde geral, uma vez que baixos níveis de vitamina D estão intimamente ligados ao cancro e uma infinidade de outras questões graves. Também é importante para o crescimento ósseo e remodelação, pois a vitamina D promove a absorção de cálcio nos rins.
  • PSA (antígeno específico da próstata): todos os homens devem estar muito conscientes deste teste. Níveis elevados de PSA estão associados ao cancro de próstata, e este teste é usado para “apanhar” o cancro da próstata no seu início. Pode haver um teste melhor chamado “antígeno de membrana específico da próstata”, pois é mais frequentemente apresentado em formas avançadas de cancro de próstata.
    Ponto importante: em vez de apenas olhar para a tua leitura e resultados, também deves olhar para o teu nível de tendências. Por outras outras palavras, se tiveres um ano em que esses pontos de leitura sobem, deves preocupar-te. Se a tua leitura é sempre um pouco alta, mas não muda muito, não é tão preocupante.

Resumindo,
O trabalho de sangue é qualquer coisa menos um tópico simples, e há muitas outras leituras importantes, como hemoglobina e CBC (contagem completa de células sanguíneas). Espero que este artigo tenha pelo menos ajudado a decidires a olhar um pouco mais de perto estes números na folha para que possas entrar na próxima visita ao médico um pouco mais informado.

 

100%
Exelente

A tua opinião conta!

  • Leitura
  • Informação
  • Compreensão

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.