Kilocalorias

Um anti-inflamatório?

0 71

Antes de tomares qualquer anti-inflamatório depois de treinar, tem conta dos seus efeitos.
Quantas vezes vi isto acontecer. Treinos intensivos de pernas, e logo a seguir um anti-inflamatório.

É dia de pernas, que ódio pensam muitos, mas na realidade uma boa perna é o que separa um culturista do resto.
Se já experimentas-te a intensidade séria de um treino de pernas até caíres para o lado sem força, pernas tremulas sem reagirem ao que o teu consciente manda, então sabes que a dor vai durar pelo menos 3 dias, e também sabes que o segundo dia (48 horas após o treino) é o pior de todos.

Essas dores são de certa forma gratificantes, pois significa que as fibras musculares estão seriamente danificadas, e que, o teu corpo fará de tudo para reforça-las para o próximo treino. Mas estas dores podem ser aliviadas. Podes tomar uns anti-inflamatórios como a aspirina ou o ibuprofeno. Os médicos desportivos e os atletas utilizam estes fármacos para reduzir a inflamação e aliviar as dores, bem como, lesões dos tecidos moles e, além disso, um bom numero destes anti-inflamatórios vendem-se sem receita.

Podemos classifica-los como os que se vendem com ou sem receita, e não nos podemos esquecer que há também diferenças estruturais na vida destes medicamentos (tempo que demora o organismo a eliminar metade do fármaco). Vou simplificar fazer a distinção de com e sem receita. Os anti-inflamatórios com receita são mais potentes, logo necessitam de um maior controlo por parte de um médico. A sua principal diferença de os sem receita é a dose. Produtos como a aspirina acalmam a dor e reduzem a febre, mas não a inflamação, para que tal acontecesse, as doses teriam de ser bastante elevadas para ter esse efeito (reduzir a inflamação).

Estamos muito acostumados a este tipo de produtos, mas devemos conhecer melhor a sua eficácia. Há muitos anos que os desportistas utilizam os anti-inflamatórios ainda que “estudos recentes sobre a acção destes fármacos sobre as inflamações indicam que se produz uma resposta inicial na redução da inflamação e nos seus sintomas, para de seguida aparecem alguns efeitos negativos no processo de cura” (Almekinders, Sports Medicine, Dezembro de 1999). Um artigo publicado no Journal of American Academy of Orthopedic Surgeons (1998) conluio que: ” É necessário atingir um certo grau de inflamação para eliminar as fibras mortas e permitir a recuperação”. Outro Investigador Asghar Husain, cirurgião ortopédico no Rancho Cucamonga (California, USA), e professor assistente de cirurgia ortopédica na Universidade do Sul da California, afirma que a resposta à inflamação inicial colabora com a cura dos tecidos moles.

Sabe-se bem que um atleta não suporta perder um dia de treino, muitos deles logo pela manhã ou umas horas antes do treino tomam estes anti-inflamatórios antes de uma sessão de treino, mesmo não tendo dores musculares, contudo, os médicos aconselham precisamente o contrário. Um estudo publicado no Journal of Athletic Training (Hertel, 1997), “os voluntários que tomaram ibuprofeno antes e depois de uma corrida de 45 minutos (um treino excêntrico) sofreram um aumento da dor e um aumento da creatina quinasa em comparação com o grupo que tomou placebo. Isto indica que o ibuprofeno causa mais danos musculares”, de acordo com Hertel, “este resultado demonstra que os anti-inflamatórios antes e depois do treino não são adequados para reduzir as dores, pois acabam por fazer mais mal do que bem”.

Isto significa que os anti-inflamatórios não são de modo nenhum recomendados para os desportistas (nomeadamente os culturistas). Os anti-inflamatórios devem fazer parte de um plano de recuperação completo que inclua um bom descanso, gelo, técnicas terapêuticas como ultra sons, terapia manual e exercício progressivo.
Os estudos deixam bem claro que se sofres de dor após um treino de alta intensidade, não deves tomar qualquer tipo de anti-inflamatório. Acostuma-te às dores, caso sejas do tipo mais sensível e não consigas suportar a dor, toma acetaminofeno (Paracetamol) como analgésico. Por último, espera pelo menos 48 horas, para que se produza a inflamação por completo (para favorecer a cura) e então depois tomas um anti-inflamatório.

1.
Hertel J. The Role of Nonsteroidal Anti-Inflammatory Drugs in the Treatment of Acute Soft Tissue Injuries. J Athl Train. 1997;32(4):350-358. [PMC]
2.
Clanton T, Coupe K. Hamstring strains in athletes: diagnosis and treatment. J Am Acad Orthop Surg. 1998;6(4):237-248. [PubMed]
3.
Rahusen F, Weinhold P, Almekinders L. Nonsteroidal anti-inflammatory drugs and acetaminophen in the treatment of an acute muscle injury. Am J Sports Med. 2004;32(8):1856-1859. [PubMed]
4.
Almekinders L. Anti-inflammatory treatment of muscular injuries in sport. An update of recent studies. Sports Med. 1999;28(6):383-388. [PubMed]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.